Sign In

Chesf realiza operação inédita em Casa Nova

Sistema Chesf Publicado em 13/10/2021

Em uma ação inédita, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) concluiu, no início do mês de outubro, uma operação minuciosa e complexa nos parques eólicos de Casa Nova: a substituição de dois geradores do Parque A por dois retirados do Parque B, ambos no estado na Bahia.

“A troca se deu por conta de defeitos irreversíveis em dois geradores de Casa Nova A, detectados pouco antes do início da retomada das obras”, explicou Douglas Balduíno, Superintendente de Engenharia de Geração. Ele disse que o processo, que levou ao todo seis meses, consistiu em desmontar os geradores danificados no Parque A, retirar dois geradores do Parque B, levá-los ao primeiro parque; remontar as “estrelas” (peça composta pela nacele e as pás), refazer as conexões internas e iniciar os testes de comissionamento. "Para se ter uma idéia da dificuldade, os geradores ficam acoplados à nacele a 100 metros de altura", ressaltou.

WhatsApp Image 2021-10-13 at 19.41.35.jpeg

A Goldwind, empresa responsável pelas obras em Casa Nova A, foi encarregada da operação que envolveu ainda guindastes de grande porte num serviço de alto risco que exigiu muito estudo e planejamento para ser executado. A operação teve custos na ordem de R$ 3,6 milhões (apenas em 2021, o parque tem uma receita prevista de R$ 14 milhões) e o serviço, previsto para dezembro, foi concluído com quase dois meses de antecedência.

Para entender a complexidade, Balduíno explica que “os trabalhos de desmontagem e içamento dos geradores e remontagem, duraram cerca de 1 mês. No entanto, o planejamento começou meses antes, quando tivemos que fazer o chamado ‘teste de carga’ no solo da região próxima aos aerogeradores, a fim de constatar a viabilidade de trabalho dos guindastes na região”.

A operação teve acompanhamento, em campo, da equipe da Superintendência de Geração, sob a coordenação dos engenheiros Tulio Trajano (gerente do Departamento de Engenharia de Geração Eólica) e Ricardo Tiba (coordenador técnico).

Fotos: Ricardo Tiba