Sign In

Chesf e Cigré abrem Simpase

Negócios Publicado em 16/09/2019

De hoje (16) até quarta-feira (18), especialistas e autoridades do Setor Elétrico nacional estarão reunidos, no Recife (PE), para o XIII Simpósio de Automação de Sistemas Elétricos, o Simpase, promovido pelo Cigre-Brasil e, nesta edição, sediado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).

 

A solenidade de abertura aconteceu ontem (15), no auditório do JCPM, no bairro do Pina. Entretanto, as palestras, apresentações e mesas redondas do Simpase serão realizadas em instalações especiais, montadas no Shopping Rio Mar, no mesmo bairro. Haverá, ainda, ação de Responsabilidade Social Empresarial da Chesf, com participação de entidades sociais e de voluntariado.

 

Na abertura, o presidente da Chesf, Fabio Alves, destacou a importância em debater automação nas empresas de energia elétrica, dadas as "transformações sociais com a quarta revolução industrial, que está em curso". Para Alves, as mudanças refletem a necessidade de planejamento estratégico que contemple a inovação.

 

Como desafios já urgentes, o presidente da Chesf citou o aumento substancial das eólicas na matriz energética brasileira, que tem previsão de aumentar ainda mais, principalmente no Nordeste. "Por si só isso já representa um desafio", afirmou em discurso. Também falou sobre a geração distribuída (em que os atuais consumidores possam a vir ser produtores de energia em casa, por exemplo, com a instalação de placas solares). "Independentemente dos modelos, as empresas vão ter que trabalhar no limite da inovação".

 

O presidente do Cigre-Brasil, Saulo Cisneiros, fez discurso emocionado, lembrando de seu início de carreira, junto a vários dos presentes, na Chesf. Ele ressaltou que foi o coordenador técnico do Primeiro Simpase. Cisneiros contou um pouco da história do evento, de como ele foi se estabelecendo no Setor Elétrico como um ponto de convergência do conhecimento na automação e da importância de as empresas estarem atentas às transformações. O presidente do Cigré incentivou palestrantes e participantes a tornarem o evento desafiador, a partir de seus questionamentos e avaliações.

 

O XIII Simpase será o maior em número de expositores (num total de 10), e de apresentações de trabalhos, com cerca de 65 Informes Técnicos de diversas empresas do Setor Elétrico nacional e internacional. O foco do evento é a automação, área do conhecimento que faz uso de técnicas computadorizadas, telecomunicação e robóticas, além de inteligência artificial, para dinamizar e otimizar os processos e produtos de setores da economia.

 

Entre os temas de destaque estão as Mesas Redondas "Automação de Sistemas Elétricos na Era das Indústrias 4.0" e "Transformação Digital: Subestações inteiramente digitais", que acontecerão nos dias 16 e 17, respectivamente, às 16h30. O evento é fechado para os inscritos. Mais informações pelo site www.simpase.com.br .