Sign In

Chesf conclui obras de interligação

Sistema Chesf Publicado em 14/08/2017

Com investimentos de R$ 636 milhões, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) concluiu todas as obras de transmissão de energia elétrica necessárias para escoar a produção dos parques eólicos em operação no Nordeste. Pelas instalações da Chesf, foram adicionados ao Sistema Interligado Nacional – SIN um total de 2.895 MW, potência aproximada à da Usina de Xingó (SE/AL), a maior da Companhia. 

As obras de transmissão concluídas são as chamadas ICGs – Instalações Compartilhadas de Geração, compreendendo linhas de transmissão e subestações, que transportam a energia suprindo as unidades consumidoras conectadas ao Sistema Interligado Nacional.

Entre as mais significativas estão o conjunto ICG Pindaí II/Igaporã (1.163MW), na Bahia; ICGs Lagoa Nova (398MW) e Touros (158MW), no Rio Grande do Norte; além de Ibiapina (153MW), no Ceará.

Atualmente, a energia eólica já atende a uma média diária de 45% da demanda do Nordeste, o que contribui de forma especial neste momento em que as condições da Bacia do São Francisco são desfavoráveis.

A Chesf é uma das maiores empreendedoras na área de Transmissão e de Geração de energia elétrica do País. De 2014 até agora, já energizou 17 subestações de grande porte, todas no Nordeste, principal área de atuação da Empresa, além de mais três subestações energizadas, em que a Companhia é sócia.

“A Chesf lançou, no início deste ano, um Programa de Obras com planejamento e disponibilização de recursos. Estamos avançando, com o apoio da Eletrobras e do Ministério de Minas e Energia. As obras de transmissão representam mais energia e com maior qualidade para o País”, afirmou o presidente Sinval Gama.